Edição 2 - 10.09.20

o q vc v é o q vc v

Victor Maia

 

“o q vc v é o q vc v” é um vídeo instalação sítio específico que pretende, a partir da escolha de uma forma paródica do jornalismo-investigativo, trazer à tona questões que envolvem instituições como o museu, a coleção, o leilão e  do próprio campo público das artes.

O projeto inicial desse trabalho de conclusão de curso era fazer com que a pintura intitulada “The Foundling #6” (ou numa tradução livre que vem muito a calhar “O órfão 6”), do artista Frank Stella, que está atrás de uma parede no Espaço das Artes (antigo prédio do MAC na USP), viesse a público novamente. E para que isso fosse possível era necessário fazer uma busca de seu histórico, descobrir o por que dela estar emparedada e escondida. Ao entender que essa ideia inicial seria impraticável, por questões que vão de grana a impedimentos do mundo da legalidade, o trabalho se transformou no que é hoje.

Super Meia, o herói do filme, investiga questões relacionadas ao mistério que envolve os personagens dessa história.

Em meio a pandemia do coronavírus, quando descobrimos que no fundo do poço do Brasil tem um alçapão, a coleção de Edemar Cid Ferreira, ex-diretor do Banco Santos, que integra a massa falida do banco, foi a leilão. A pintura de Stella que integra a coleção finalmente foi desemparedada, e está a venda no leilão com lance inicial de 3 milhões de reais.

• • •

Victor Maia é formado pela ECA-USP. Participa do grupo de estudos “Depois do fim da arte” com orientação da Profa. Dora Longo Bahia e com ele, participou da mostra VERBO de performance (2018) e CRIPTA (2019), ambas na Galeria Vermelho. Participou das exposições coletivas 28˚ Mostra de artes da juventude no SESC Ribeirão Preto (2017) e Programa Nascente USP (2015, 2017 e 2019). Integra o Grupo de Maracatu Ouro do Congo desde 2017.

Você pode gostar de...