Edição 1 - 30.06.20

A véspera do fim do mundo

por Marina da Silva

imagem por Marina da Silva

Há quem diga que os colonizadores quando aqui chegaram não foram vistos pelos índios afinal como não tinham em seu vocabulário caravela não conseguiriam ver algo que não compreendiam por que pra europeu é tudo assim né se não fui eu que fiz ou é burro ou não é civilizado
Maldita seja a curiosidade de Colombo veio aqui encher o saco Cabral é outro também

Há quem diga que os invasores quando aqui chegaram foram bonzinhos e vieram trazer progresso pr’essa terra ora ora tão bonzinho os português com seu requinte de crueldade dizimaram escravizaram
Tudo em nome do progresso a luz do velho mundo que lindo ele tá brilhando com o ouro que nem seu é que lindo enche de esperança a fundação desse nosso Brazyl

Ninguém ouviu o soluçar de dor ou pelo menos esses aí fingiram e fingem até hoje que não ouviram
Santa Maria, Pinta e Nina
Santo Antonio, São Pedro, Nossa Senhora Anunciada
Tem mais é que dar nome às naus: Genocidas GE NO CI DAS

Do céu do seu norte veio o condor traiçoeiro abriu as suas asas mas não pra fazer voo mas pra enfiar suas garras nesse chão
Matou, torturou e desapareceu com a gente dessa terra
Há quem diga que o condor levantou asa e foi embora ora ora mas curioso é ver que seu ninho ainda dá crias tão vivas que vão bem soltas por aí

Ninguém viu os tanques aqui chegarem e eles talvez nem cheguem mas o abismo aaaaaaahh meu anjo esse sim já chegou FAZ TEMPO kkkkkkkkk
Passou um passou dois passou dezessete passou todos
Tem mais é que dar nome aos genocidas:
Boiada BOI A DA BOI A DA

Do tempo-agora a gente diz que a vida vai melhorar que a vida vai melhorar mas não é o país do futuro????? ô futurinho cadê você benzinho
Mas não tem futuro porque não tem passado pegou fogo não sobrou nada
Não olha pra frente porque não olha pra trás
Empacou
Há quem diga que aqui no nosso sul é primeiro como tragédia depois como pastiche

Disso tudo nos resta o fracasso
Onde há qualquer possibilidade a gente vai lá e fracassa fracassa pra valer
É incrível que o fracasso seja o nosso maior patrimônio a única coisa consolidada desde 22 de abril de miliquenhentos
Desde que o estrangeiro aqui chegou nunca se teve um dia de paz
Só a véspera do fim do mundo é que foi o único dia que prestou.

Você pode gostar de...